Manaus, 22 de Novembro de 2017
Siga o JCAM:

Otimismo para o segundo semestre

Por: Tânair Maria tmaria@jcam.com.br
03 Jan 2017, 15h42

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, em seu terceiro mandato, afirma que seu governo é de continuidade. No entanto, ele promete fazer mudanças no seu secretariado, logo na primeira semana de trabalho. As expectativas para 2017 são otimistas, com apostas nas parecerias público-privadas, concessões onerosas e na intensificação das medidas compensatórias, bem como, na desburocratização da máquina pública. "Como é um governo de continuidade, nós vamos fazer as modificações que tem que ser feitas já na primeira semana de janeiro, não havia necessidade de ser antes", afirmou Arthur.
Segundo o prefeito Arthur Neto, 2017 será o ano de enxugar as despesas, investir na infraestrutura da cidade e renovação de pessoal. "O nosso objetivo é reduzir a máquina pública, reduzir interlocutores e trazer pessoas novas. Algumas pessoas me disseram: "Minha missão está cumprida", e eu as devolvo para a iniciativa privada. Assim nós estamos procurando as pessoas para os locais corretos", explicou Arthur.

Otimista, o prefeito acredita que a economia voltará a dar sinais de crescimento no segundo semestre deste novo ano. "Eu imagino que a economia parará de piorar no primeiro trimestre e melhorará no segundo semestre deste ano, de maneira tímida, mas já será um alívio", avaliou. "Agora vamos começar as parecerias público-privadas, as concessões onerosas, intensificar as medidas compensatórias, partir firme no caminho da desburocratização", completou.

No quesito mobilidade urbana o BRT (Bus Rapid Transit) é o grande projeto para o primeiro semestre de 2017, segundo o prefeito. "É fincar as bases do BRT, que é uma obra para cerca de quatro anos. Enfim, estamos entendendo que esse é um governo novo, o povo entendeu assim, eu entendo assim, que o Marcos Rotta entenda assim. Ele é a própria expressão do novo chegando ao nosso governo", disse o prefeito.

Arthur ratificou que o vice-prefeito peemedebista irá comandar todas as ações da prefeitura relacionadas à mobilidade urbana. A prioridade é tirar do papel o projeto de implementação do Sistema BRT, na capital amazonense. "Uma prioridade desta gestão será a implantação do BRT, temos quatro anos pela frente para realizar essa obra. A entrada do Marcos Rotta muda o fato de que teremos alguns objetivos bem factíveis agora, por exemplo, de fincar as bases para se construir o BRT, isso é possível", frisou.

A posse
O prefeito reeleito, Arthur Neto (PSDB) e o vice-prefeito eleito Marcos Rotta (PMDB), foram empossados, no dia 1º de janeiro de 2017, em solenidade realizada no Teatro Amazonas, no Centro Histórico de Manaus. Também tomaram posse os 41 vereadores eleitos para a próxima legislatura da CMM (Câmara Municipal de Manaus) sob o comando do presidente reeleito, vereador Wilker Barreto (PHS).

A diplomação
O prefeito reeleito de Manaus, Arthur Neto, o vice-prefeito eleito, Marcos Rotta e 41 vereadores eleitos em outubro foram diplomados, no dia 19 de dezembro de 2016, em uma cerimônia realizada no teatro do Colégio Século, na estrada da Ponta Negra, zona oeste da cidade. Os diplomas foram entregues pelo colegiado do TRE-AM (Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas): presidente, desembargador Yedo Simões, vice-presidente e corregedor, desembargador João de Jesus Abdala Simões, procurador regional, Rafael da Silva Rocha e pelo juiz Marcelo Manoel da Costa Vieira.

Eleição municipal 2016
O prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB) foi reeleito para o quadriênio 2017-2020 com 581.777 votos, o que corresponde a 55,96% dos votos válidos, superando seu adversário Marcelo Ramos (PR) que obteve 457.809 votos, ou seja, 44,04% dos votos válidos. Na capital amazonense, 1.137.653 eleitores votaram no segundo turno das eleições municipais, realizado no dia 30 de outubro de 2016. O TRE-AM registrou 33.205 (2,92%) votos em branco, 64.862 (5,70%) nulos e 119.473 (9,50%) abstenções.

A CMM (Câmara Municipal de Manaus) passa a contar com 41 vereadores para os próximos quatro anos. Dentre eles, 21 foram reeleitos, enquanto 20 são de novos nomes. João Luiz foi o campeão de votos, com 13.978.

Os vereadores Francisco Jornada, Alonso Oliveira, Ednailson Rozenha e os licenciados Fabrício Lima, Dr. Gomes e Luis Neto não concorreram ao pleito.


Comentários (0)

Deixe seu Comentário