Manaus, 22 de Outubro de 2018
Siga o JCAM:

Com mais idade e mais fôlego

Por: Andréia Leite
28 Set 2018, 18h37

Crédito:Divulgação
O IBGE mostra que em 2031 o número de idosos no Brasil vai superar o de crianças e jovens até 14 anos



Segundo o dicionário, a palavra idoso significa pessoa velha que tem muito tempo de existência. Embora essa definição ainda exista na cabeça de muita gente, felizmente esse conceito está mudando e imprimindo um novo entendimento. Uma pesquisa divulgada pelo IBGE mostrou que em 2031 o número de idosos no Brasil vai superar o de crianças e jovens até 14 anos. Hoje, as pessoas acima de 60 anos estão mais ativas em todos os sentidos. Bastante diversos eles estão buscando novas carreiras, praticando esportes, viajando muito e, conectados.

Nizete da Silva Torres, 61, é um exemplo dessa constatação. Ela conta que depois que os filhos casaram e cada um seguiu a sua vida, encontrou motivação para uma qualidade de vida através de atividades físicas, viagens, e se reinventou na informalidade. "Eu faço pilates, pratico esportes, tenho aula com uma coaching voltado para a terceira idade e ainda tenho aula de equilíbrio corporal, todos esses cursos são ministrados dentro da UnaTI (Universidade Aberta da Terceira Idade) , destacou dona Nizete, que faz as aulas durante os cinco dias da semana.

Mas os prazeres de dona Nizete não se resumem as atividades na UnaTI, ela divide o tempo realizando ações sociais onde desenvolve projetos também voltados para os idosos. "É gratificante. O nosso estado de espírito está em primeiro lugar e isso me faz bem. A vontade de viver e aproveitar é maior. A gente tem que aprender sempre", diz.

Muito comunicativa, Nizete não para e, não abre mão quando o assunto é viagem. Frequentemente ela arruma as malas e parte para aventuras viajando com amigas. Ela confessa que a preferência são as praias. "Eu amo praia, se eu puder passo um dia inteiro. Mas além das praias ela participa de excursões com destino a Venezuela, Guiana Inglesa, locais que ela viaja com frequência para fazer compras para revender. Sobre tecnologias dona Nizete confessa que utiliza frequentemente a plataforma do YouTube quando quer aprender alguma coisa encontra facilidades em tutoriais. Mas também é assídua no Facebook, onde registra sobre as viagens e sobre o dia a dia. No embalo dessa energia, ela ainda separa um tempo pro bisneto de 2 anos, que é o chamego dos fins de semana.

Conectada

Se sentindo com o espírito mais jovem e com bastante auto-estima, Marilda Matos, 60, cita a frase: "velho é o mundo" ressaltando que a terceira idade não impede de fazer o que tem vontade e depois dos 60 é uma renovação. Nada impede de serem úteis e capazes.

Para manter a mente saudável, Marilda investe em todos os tipos de cursos. Ela concluiu o curso de fotografia, de informática, curso de confeitaria. Para manter o corpo em movimento ela investe em caminhadas e hidroginástica.

Ativa nas redes sociais, Marilda conta que o WhatsApp e Facebook são os queridinhos "Eu tenho e mantenho muitas amizades e contatos pelo messenger do Facebook, eu curto, compartilho, comento, sou bem assídua quando o assunto é tecnologia. Gosto de estar por dentro de tudo o que acontece. Me atualizo o tempo todo, inclusive vou fazer um novo curso de informática", comenta. Marilda compartilha no perfil diariamente fotos que traduzem, segundo ela, a elevada autoestima. Faz questão de exaltar o quanto a tecnologia trouxe benefícios. "A internet é um mundo, mas claro que não podemos acreditar em tudo que ela oferece. Mas ela aproxima, informa, traz entretenimento e, principalmente, facilita muito a vida das pessoas. Hoje você não precisa ir até ao banco pagar contas, os aplicativos estão aí pra isso, eles ajudam, pode consultar um extrato, colocar crédito no celular, fazer compras pela internet. São facilidades na palma da mão, num simples click, definitivamente, ela veio pra ficar", pontua.

No WhatsApp, Marilda é a famosa dos grupos. Ela interage o tempo todo seja com família amigos, está sempre on line é declara que é um dos seus passatempos.

Motivação

"A princípio eu achava que aprender a costurar, bordar e cozinhar seria suficiente para uma pessoa com mais de 60 anos sentir-se completa, mas a felicidade nessa idade é quando conseguimos interagir com as pessoas, viajando, conversando, praticando esportes, saindo para dançar.", conta a aposentada Graça Lima, 64, que agradece todos os dias por ter chegado na melhor idade com disposição.

Viúva, mãe de três filhos e avó de 9 netos, Graça Lima encontrou no esporte a motivação essencial para dispor de uma vida mais ativa e saudável. Frequenta a academia todos os dias e confessa que conquistou uma grande família dentro do ambiente. "É incrível o tipo de retorno em relação a saúde com esse tipo de prática de esporte, além de conseguir fazer amizades maravilhosas, pessoas que unem-se a nós como se fossem nossos familiares, e na verdade eles compõem uma grande família".

No universo virtual, Graça diz que não achava que redes sociais era para idade dela, com o passar do tempo deixou esse pensamento de lado e descobriu que a rede, dar a chance de reencontrar amigos e familiares que ao longo do tempo perdem o contato. além de fazer novos amizades.

As saídas com amigos também fazem parte da rotina da aposentada, que sempre consegue planejar com os amigos um momento de descontração. As saídas com os filhos, noras e netos também são prazeres que ela faz questão de comentar. "Agora já tem a namoradinha do neto, o namoradinho da neta, e quando nos reunimos geralmente saio como mais velha e única com esta idade com amiguinhos bem jovens e vamos, inclusive, para o Porão do Alemão. Eu acho muito legal esse tipo de programa".

Sem limitação de calendário Graça Lima fala ainda das viagens que realiza ao longo do ano. São Paulo, Fortaleza, e os municípios do nosso Estado, são os favoritos. Ela comenta de uma das viagens para São Paulo até Aparecida do Norte, com uma turma de 23 adolescentes, umas das viagens considerada inesquecível. O momento que ela faz questão de contar quando ganhou um abraço coletivo da turma com a frase 'bem-vinda está entre nós'. "Foi um momento único, nunca vou esquecer. Aliás, eu só tenho a agradecer a Deus por tudo o que eu tenho, tudo que eu sou, tudo que eu conquistei. Eu me considero muito feliz", agradece.

Qualificação

Quando chegou aos 73 anos, Aldenir Lima, nunca imaginou que estaria em busca de aprimorar conhecimentos e que a tecnologia seria a aliada nesse processo. Para ele a oportunidade dos cursos livres EAD, não deixa de ser mais uma possibilidade de desenvolvimento cerebral e cognitivo para quem tem mais de 60. "Nos dias atuais envelhecer é vantajoso. Temos uma gama de opções para se manter ativo, disposto e com a atividade cerebral em dia. Eu encontrei isso nos cursos a distância, faço inglês, curso de alimentação e fiz um de informática", cita.

Aldenir comenta que vai continuar investindo em outros cursos e é uma saída para quem chega na terceira idade sem tempo ocioso. Além de economizar com transporte, livros e outros. "Tudo é pela internet, aulas, apostilas virtuais, você tira as dúvidas e ainda vamos praticando e aprendendo ficar mais conectado", afirma.

UnaTI/UEA

NA UnATI (Unirsidade Aberta da Terceira Idade) concetra 28 cursos voltados para os idosos. Caminhada Orientada e Alongamento, Natação, Musculação, Exercício Corporal, Dança Coreográfica, Dança Livre, Fisioterapia Preventiva, Hidropilates, Hidroginástica, Treino Funcional, Pilates, Tai Chi Chuan, Musicoterapia, Exercitando a Memória, Coral, Violão, Seresta, Geronturismo, Massoterapia, Saúde e Bem Estar, Artesanato, Coaching, Meditação, Smartphone Fácil, Inglês, Espanhol e Informática.

As atividades dos Cursos e Oficinas tem como objetivo promover a inclusão sócio-cultural, permitindo às pessoas idosas, uma perspectiva de educação continuada por meio de atividades educativas, socioculturais, organizativas e de ação comunitária. Essas atividades têm como público alvo indivíduos com idade a partir de 50 anos.

As atividades são desenvolvidas conforme demanda e disponibilidade de espaço, e desta forma poderá existir mais de uma turma de cada modalidade, com cargas horárias diferenciadas. Nesse segundo semestre são 97 turmas no total.









Comentários (0)

Deixe seu Comentário