Manaus, 10 de Dezembro de 2018
Siga o JCAM:

Déficit preocupa novo governo

Por: Antonio Parente
05 Dez 2018, 16h31

Crédito:Divulgação

O governador eleito Wilson Lima (PSC), realizou ontem (4), uma visita técnica à Aleam (Assembleia Legislativa do Amazonas), para abrir diálogo com parlamentares, e se mostrou preocupado com situação orçamentária do Estado. Segundo ele, os gastos já ultrapassam o teto de 49% permitido chegando a mais de R$ 1 bilhão.

"Foi uma conversa muito amistosa e ouvi alguns pleitos. Entendemos que o executivo e o legislativo são poderes independentes, mas que precisam andar de forma harmônica. Estou muito preocupado com o que eu tenho visto no orçamento, vamos terminar o ano com um deficit acima de R$ 1 bilhão", disse.

O governador destacou, que a atual situação das receitas do Amazonas, tornam as atividades para administração dos próximos quatro anos um grande desafio, e reforçou que o apoio da casa legislativa nesse processo de transição é de suma importância para os interesses do Estado. Ele conta, que a assembleia se colocou disponível para fazer as alterações que sua comissão de transição achar interessante para 2019.

"Quando isso acontece o governo do Estado se torna inviabilizado de receber alguns repasses e celebrar algum convênio, isso acaba nos comprometendo. Tudo isso é um indicativo que temos que começar um governo de forma austera, enxugando a máquina para que ela possa ser eficiente e para que as contas possam ficar equilibradas. Por enquanto a situação está muito difícil e complicada e também esse é um dos motivos que eu vim até a Aleam para pedir o apoio nesse sentido", explicou.

Na ocasião, Wilson reforçou a importância da transparência em sua gestão em relação às finanças, e destacou que sua equipe vai trabalhar de forma calculada para reduzir o deficit, sem deixar de priorizar os repasses necessários para as áreas emergentes como educação, saúde e segurança pública.

"A saúde e segurança pública são algumas prioridades do Estado. Temos que rever direito o que está sendo destinado a essas áreas. Temos que levar em consideração os reajustes que devem ser pago. Compromissos que já foram firmados com essas categorias e precisam ser respeitadas. A medida que o orçamento do Estado permitir estaremos fazendo os ajustes que precisam ser feitos", frisou.

O governador explicou, que sua equipe de transição estará divulgando hoje, o relatório completo do orçamento do Estado para os parlamentares da Aleam, órgãos de controle e a imprensa, e pediu a compreensão dos deputados, quanto à aprovação de futuras emendas, que precisarão respeitar a saúde financeira dos cofres público.

"Espero a compreensão dos deputados para que entendam que a partir de 2019, a gente vai enfrentar uma grande dificuldade no orçamento, e que devemos encontrar um equilíbrio para que as emendas sejam aprovadas. A minha preocupação é manter um bom diálogo com o próximo presidente eleito da Aleam, dos deputados que permanecerão e aqueles que ficam até o final dessa legislatura, porque a decisão deles também terá impacto no orçamento e no governo seguinte", disse.

Wilson pediu também, a sensibilidade dos parlamentares no sentido de ter a devida atenção na aprovação de algumas matérias, que possam de alguma forma, comprometer ou engessar o futuro governo.

Aleam

O governador eleito foi saudado no plenário pelo presidente da Casa, deputado David Almeida (PSB) e pela deputada Alessandra Campêlo (MDB), e depois de um breve pronunciamento da tribuna participou de uma reunião com os parlamentares na sala da Presidência.

Em sua saudação ao governador eleito, o presidente David Almeida abordou a relação entre os poderes Legislativo e Executivo, que deve transcorrer dentro de um clima de independência, confiança e colaboração, salientando a decisão do povo amazonense em promover a mudança ensejada nas urnas.

Falando em nome dos demais deputados, Alessandra Campêlo reforçou o discurso do presidente David Almeida, afirmando que o Parlamento pretende ter uma relação de respeito e de colaboração com o futuro governo, sempre pautada pela nossa obrigação constitucional, que além de legislar, é fiscalizar.

Wilson Lima anuncia nomes para secretariado


Em entrevista, Wilson Lima aproveitou a oportunidade de anunciar mais dois novos secretários de seu governo. O coronel Louismar Bonates para SSP (Secretaria de Estado de Segurança Pública) e Alberto Bezerra para a PGE (Procuradoria Geral do Estado). Mês passado, ele já havia anunciado a jornalista Daniela Assayag para a Secom (Secretaria de Comunicação), o coronel Fabiano Bó para a Casa Militar, seu vice Carlos Almeida para a Susam (Secretaria de Estado de Saúde), Caroline Braz para assumir a Sejusc (Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania) e a jornalista Lúcia Carla Gama, como chefe de gabinete de seu governo.

Mais tarde o governador eleito decidiu nomear para secretários de Produção Rural, de Administração Penitenciária e de Meio Ambiente, respectivamente, o engenheiro agrônomo Petrucio Pereira de Magalhães Júnior, o tenente coronel da PM Marcus Vinicius Oliveira de Almeida e o cientista social Eduardo Costa Taveira.

As escolhas tiveram por base decisão técnica. "Continuamos seguindo o que nos move: avaliação de currículos, conduta e formação técnica aliada a experiência", afirmou.

Na avaliação do governador eleito, a Sepror precisa de alguém que tenha diálogo com as associações e cooperativas agrícolas do Estado e o Petrucio Magalhães será um elo entre o governo e as demandas que o setor primário precisa para ficar mais forte e gerar emprego e renda.

O nome de Marcus Vinicius veio pela experiência dentro da Polícia Militar, pelo bom trânsito entre as instituições de segurança, pelo conhecimento social e pela atuação no Batalhão de Choque. "Ele agrega qualidades técnicas importantes para exercer a função".

Eduardo Taveira, segundo Wilson, veio em função do momento porque passa o Brasil e o mundo no meio ambiente. "Poderemos ter grandes oportunidades ou grandes tragédias na questão ambiental. O Eduardo é alguém que tem relacionamento com as comunidades ribeirinhas e com organismos nacionais e internacionais e vai nos ajudar a fazer da floresta um grande ativo para o desenvolvimento do Estado".

Perfis

Seap:

Tenente Coronel Marcus Vinicius Oliveira de Almeida, 44 anos, nasceu em Atalaia do Norte. Está há 25 anos na Policia Militar do Amazonas, tem o curso de operações de choque, comandou a décima e décima segunda Cicom e é atual comandante do Comando de Policiamento da Área Norte de Manaus.


Sepror:

Petrucio Pereira de Magalhães Júnior, 45 anos, nasceu em Benjamim Constant. Engenheiro agrônomo formado pela UFAM com mestrado em Agricultura e Sustentabilidade na Amazônia. Advogado com especialização em direito público pela UEA. Ex superintendente e ex presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras no Amazonas.

Meio Ambiente:

Eduardo Costa Taveira, 41 anos, nasceu no Rio de Janeiro. Formado em Ciências Sociais e Mestre em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia, pela UFAM. Foi secretário executivo adjunto da Secretaria Estadual de Ciência e Tecnologia e nos últimos cinco anos atua na gestão ambiental para o desenvolvimento sustentável do Amazonas.

Comentários (0)

Deixe seu Comentário